BALANÇO

Rede Ebserh fecha 2018 com 400 mil atendimentos a mais do que em 2017

sex, 25/01/2019 - 12:28

Número se refere à soma de exames, internações, cirurgias e transplantes

Foto: Dentre as ações de saúde estão duas edições da ação Ebserh Solidária

Brasília (DF) – Segundo as estimativas para o ano de 2018 – fechadas no mês de outubro –, os hospitais da Rede Ebserh realizaram cerca de 6,8 milhões de consultas, 17,5 milhões de exames, cerca de 339 mil internações, 232 mil cirurgias e 1.398 transplantes. Somados, esses procedimentos registraram um aumento de 400 mil atendimentos em relação a 2017. Para o presidente da Rede Ebserh, Kleber Morais, “a atuação da Ebserh em 2018 se destacou por apresentar melhoria constante de suas atividades em um cenário brasileiro de retomada do crescimento”.

Dentre os casos atendidos pela Rede Ebserh está o da pequena Ana Laura Rodrigues, que nasceu em abril de 2018 com uma doença gravíssima e rara, o primeiro caso registrado no mundo. Ela foi encaminhada para o Hospital Universitário da Universidade Federal do Maranhão (HU-UFMA), vinculado à Rede Ebserh, onde foi diagnosticada com agenesia de esterno (má formação da parede torácica) associada a cardiopatias congênitas (alteração na estrutura do coração). Ana Laura passou por uma cirurgia de 11 horas e meia, com a participação de sete equipes, e que salvou sua vida.

A mãe da pequena guerreira, Claudia Rodrigues, diz sentir grande alívio por ver a filha fora de perigo. “Fiz todo o acompanhamento, mas só foi descoberto o problema da minha filha no dia em que ela nasceu. Foi um susto para toda a família. Tivemos que adiar o sonho de tê-la em casa em poucos dias, por uma longa espera para uma cirurgia. Não foi fácil, mas hoje estamos muito contentes por ver a evolução dela”, afirmou Claudia, que passou o Natal com a filha em casa, após alta médica.

Ainda em 2018, duas edições da ação Ebserh Solidária levaram atendimento de saúde e esclarecimentos em ambientes fora do hospital, onde as pessoas mais precisavam. Em Roraima, o público-alvo foram imigrantes venezuelanos, com o intuito de oferecer atendimento médico-humanitário àquela população, tendo ainda minimizado o impacto gerado nos serviços públicos do estado. Em uma semana de ação, foram realizados 4.618 atendimentos. No mês de dezembro, foram beneficiadas crianças e idosos que vivem em lares e abrigos de todo o país. Em apenas um dia, foram realizados 3.534 atendimentos em todo o Brasil.

Os números positivos não se restringem somente a esses exemplos. A qualidade da atenção à saúde é outro ponto em destaque, com a diminuição de mais de 32% nos casos de pacientes com infecção na corrente sanguínea e mais de 35% nos casos de pneumonia em pacientes graves internados nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). Destaca-se também o lançamento do Selo Ebserh de Qualidade (SEQuali) para reconhecer padrões de excelência nos hospitais da rede.

Sobre a Ebserh

Vinculada ao Ministério da Educação, a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) atua na gestão de hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.

A empresa, criada em dezembro de 2011, administra atualmente 40 hospitais e é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que contempla ações em todas as unidades existentes no país, incluindo as não filiadas à Ebserh.

Fonte
Coordenadoria de Comunicação Social da Ebserh
Ebserh Sede
gestão
balanço
2018
Rede Ebserh