Transparência

Ouvidoria da Rede Ebserh apresenta resultado da pesquisa de satisfação dos usuários

sex, 25/01/2019 - 08:25
Foto: Dados da pesquisa ajudam a identificar os pontos que necessitam ser melhorados nos hospitais Foto: Dados da pesquisa ajudam a identificar os pontos que necessitam ser melhorados nos hospitais

Avaliação foi apresentada ao Conselho de Administração da estatal

Brasília (DF) – Os resultados do 2º Ciclo da Pesquisa de Satisfação dos Usuários dos Hospitais da Rede Ebserh foram apresentados nesta quinta-feira, 24, ao Conselho de Administração da estatal, com resultados positivos. O item relacionado ao atendimento das equipes de saúde obteve destaque: 92% dos 18.718 usuários que responderam ao questionário avaliaram de forma positiva, sendo que 51% apontaram como ótimo e 41% como bom. Já o atendimento da recepção obteve 88% de aprovação.

A pesquisa é realizada duas vezes por ano. No segundo ciclo de 2018, os questionários foram respondidos por pacientes e acompanhantes de 22 de outubro a 7 de dezembro em todos os hospitais da Rede Ebserh que já possuem Ouvidorias implantadas, totalizando 32 unidades. Os demais estão em fase de implantação e devem participar da próxima edição.

Segundo a ouvidora-geral da Rede Ebserh, Savana Dantas, os dados da pesquisa ajudam a identificar os pontos que necessitam ser melhorados, muitos deles já atendidos, tendo como base as avaliações dos usuários. “Foram apresentadas diversas ações nos hospitais, sendo as mais comuns a capacitação em atendimento ao público, melhorias na infraestrutura, ajustes nos horários de limpeza para manter os ambientes sempre limpos em horários de maior fluxo, aquisição de mobiliário e reorganização de escalas de trabalho”, enumerou.

A avaliação positiva é compartilhada por Anna Paula Alves, mãe da pequena Anna Sophia. Com uma gravidez de risco, ela percorreu 100 km, de Ocara a Fortaleza, para que a filha nascesse com segurança na Maternidade-Escola Assis Chateaubriand (Meac), hospital vinculado à Universidade Federal do Ceará (UFC) e à Rede Ebserh. Com apenas 27 semanas de gestação, Anna Paula entrou em trabalho de parto e foi encaminhada para a unidade hospitalar, referência em gestação de alto risco. Foram 20 dias da bebê na UTI neonatal e, há duas semanas, mãe e filha estão internadas juntas na Unidade Canguru – especializada na assistência ao recém-nascido prematuro.

“O atendimento aqui é maravilhoso, completo. O parto foi tranquilo, na UTI fomos muito bem tratadas”. Sophia ainda passará por uma cirurgia para implantar uma válvula na cabeça, já que tem hidrocefalia. A mãe está otimista e já se imagina levando a filha para casa. “Tenho certeza que ela está em ótimas mãos. Queria poder levar toda a equipe comigo, mas aqui é uma escola e elas me ensinaram a cuidar da minha filha”, disse Anna ao avaliar a equipe.

Anna Paula compartilha publicamente sua satisfação com o atendimento recebido na maternidade da Rede Ebserh, mas os usuários que participaram da pesquisa não precisavam se identificar. Os detalhes sobre os resultados individuais de cada hospital podem ser encontrados nos sites de cada unidade. O usuário também pode acessar a pesquisa nacional.

Itens abordados

Para que os dados representassem corretamente a realidade, a metodologia aplicada definiu um número mínimo de usuários que responderam ao questionário da pesquisa, de acordo com a quantidade de atendimentos ambulatoriais e internações de cada unidade hospitalar.

Foram avaliados oito itens: conforto no local da recepção; higiene, limpeza e organização do hospital; conforto nas instalações na área de atendimento médico; atendimento da recepção; atendimento da equipe de saúde; tempo de espera pelo atendimento ou internação; sensação em relação ao atendimento de uma forma geral; recomendação a familiares e amigos.

“Tal método é utilizado desde 2015, sendo necessária sua reformulação, que inclusive foi pautada pelo Conselho de Administração. Embora a pesquisa apresente dados relevantes em relação à avaliação do usuário, é importante que sua metodologia seja revista e modernizada, para captar melhor a opinião do usuário, oferecendo oportunidades de melhoria para a gestão”, comentou a Ouvidora-Geral da Ebserh.

Fonte
Coordenadoria de Comunicação Social da Rede Ebserh
Ebserh Sede
ouvidoria
resultado
pesquisa
satisfação
usuários