Prevenção

Segurança do paciente é tema de campanha nacional da Rede Ebserh

ter, 17/09/2019 - 10:53

Ação faz parte da iniciativa da Organização Mundial da Saúde com apoio da Sobrasp

Haverá palestras, vídeos, distribuição de folders e blitz da segurança

Brasília (DF) – A Rede Ebserh participará, no dia 17 de setembro, da campanha internacional para conscientização da população da segurança do paciente como prioridade global dos serviços de saúde. O objetivo é diminuir ou eliminar riscos no cuidado aos pacientes. A iniciativa é da Organização Mundial de Saúde (OMS) e tem apoio no Brasil da Sociedade Brasileira para a Qualidade do Cuidado e Segurança do Paciente (Sobrasp), com ampla participação dos hospitais da rede Ebserh. O tema desta edição é “Speak up for Patient Safety” ou na tradução “Fale pela Segurança do Paciente”.

Esse tema tem sido alvo de inúmeras ações em todo o mundo, com destaque também na Rede Ebserh. Em 2018, por exemplo, os hospitais da rede conseguiram uma diminuição de 32% nos casos de infecção na corrente sanguínea e mais de 35% nos casos de pneumonia em pacientes graves internados nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs).

Na campanha “Fale pela Segurança do Paciente”, haverá a distribuição de folders educativos, realização de palestras, exibição de vídeos explicativos e visitas técnicas conhecidas como “blitzen da segurança”, realizadas para conscientizar profissionais de saúde, pacientes e acompanhantes sobre o risco da utilização de adornos como brincos, relógios ou anéis, que podem comprometer a saúde dos pacientes caso estejam contaminados. Por se tratarem de hospitais de ensino, ações também são voltadas a professores, alunos e residentes.

Para o diretor de Atenção à Saúde da Rede Ebserh, Giuseppe Cesare Gatto, as questões associadas à segurança do paciente constituem um problema de saúde pública. “Nosso foco é priorizar ações que promovam uma assistência segura e de qualidade, diminuindo custos e danos desnecessários, além de aumentar a satisfação dos usuários do SUS. Vamos aproveitar a iniciativa da OMS para falar e agir em prol da Segurança do Paciente em nossos hospitais”, disse o diretor.

Giuseppe Gatto ressaltou ainda que o primeiro passo para a prevenção do erro na saúde é admitir que ele é possível e está presente no cuidado. “É de extrema importância que os futuros profissionais de saúde reconheçam o impacto das dimensões da qualidade no desenvolvimento de estratégias para melhorias no funcionamento dos estabelecimentos de saúde. Uma assistência insegura pode resultar em significativa morbidade e mortalidade que podem ser evitáveis”, afirmou.

Acesse a página da campanha.

Prevenção e Controle

Para desenvolver práticas de segurança do paciente, a Rede Ebserh implementou o Programa Ebserh de Segurança do Paciente em 2014. O Programa Ebserh segue as propostas do Programa Nacional, dentre elas a implementação de protocolos básicos de segurança do paciente, que parecem ser simples, mas que fazem toda a diferença na segurança dos usuários. Entre eles, podem ser citados os protocolos de higienização das mãos, identificação do paciente e prevenção de quedas.

Os resultados são acompanhados por meio de um aplicativo de gestão de riscos – o Vigihosp – e por um painel de indicadores, que compara os resultados entre os hospitais da Rede Ebserh e facilita a troca de informações sobre o tema. Além disso, a Ebserh auxiliou a implantação dos Núcleos de Segurança do Paciente.

Sobre a Rede Ebserh

Vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) foi criada em 2011 e, atualmente, administra 40 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência.

Como hospitais vinculados a universidades federais, essas unidades têm características específicas: atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), e, principalmente, apoiam a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas. Devido a essa natureza educacional, a os hospitais universitários são campos de formação de profissionais de saúde. Com isso, a Rede de Hospitais Universitários Federais atua de forma complementar ao SUS, não sendo responsável pela totalidade dos atendimentos de saúde do país.

Segurança do paciente é tema de campanha nacional da Rede Ebserh

Ação faz parte da iniciativa da Organização Mundial da Saúde com apoio da Sobrasp

Fonte
Coordenadoria de Comunicação Social da Rede Ebserh
Ebserh Sede
segurança do paciente
campanha
oms
sobrasp
prevenção