Minha História com a Rede Ebserh Minha História com a Rede Ebserh

O projeto “Minha História com a Rede Ebserh” apresenta relatos de superação e a trajetória até a cura dos pacientes atendidos pelos nossos hospitais universitários federais. É o seu trabalho mudando a vida de quem mais precisa!

Voltar

"Valeu a pena não ter desistido"

Minha História com a Rede Ebserh

"Valeu a pena não ter desistido"

Imagem

“Tudo na minha vida sempre teve algum tipo de luta. Fiquei doente aos 10 anos. Tive nefrite (doença inflamatória nos rins). Fiquei internada algumas vezes e recebi muita transfusão de sangue. Aos 17 anos, perdi a função renal e minha mãe me inscreveu na lista por um transplante de rim. Foi quando iniciei o tratamento no Hospital Universitário de Brasília.

Fiquei sete anos fazendo diálise em casa, tive peritonite (inflamação na membrana que reveste o abdômen), precisei fazer cirurgia e quase morri, aos 24 anos.

Comecei então a fazer hemodiálise no HUB, três vezes por semana, e já estou há 16 anos fazendo esse tratamento. Nunca deixei que a hemodiálise me impedisse de viver. Eu viajei, estudei, passei em concurso, trabalhei, namorei. Tive que tomar essa decisão, pois se fosse esperar o transplante para viver, teria perdido muito tempo da minha vida. Em vez de me revoltar, tentei adaptar minha vida da melhor forma possível ao tratamento.

Depois de 23 anos na lista por um doador, eu tinha esperança, mas já não criava expectativa e não vivia a minha vida pensando nisso. O rim apareceu na minha vida quando eu menos esperava. Recebi a ligação do HUB em setembro de 2016. No dia seguinte, entrei no centro cirúrgico. Estou feliz pelo transplante, mas sei que o rim não é a cura, é um tratamento. Vou continuar tomando medicamento e fazendo acompanhamento, mas valeu a pena não ter desistido, ter me mantido na lista, com os exames em dia e ter feito o tratamento corretamente durante todos esses anos.

O HUB para mim é o melhor hospital. Tudo o que preciso, consigo aqui. Sempre fui muito bem assistida pelos profissionais. Eles têm todo um cuidado comigo, a equipe de enfermagem, técnicos, médicos e todos os profissionais que sempre cuidaram de mim. Passaram por mim muitas pessoas boas, carinhosas, humanas, que se sensibilizaram com a minha situação. Tudo foi muito especial. Me sinto bem atendida e privilegiada. Só tenho a agradecer e comemorar, pois está dando tudo certo”.

Liliane Pereira Vaz, 40 anos, brasiliense e servidora pública no DF

Sobre a Ebserh

O HUB faz parte da rede da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), estatal vinculada ao Ministério da Educação que atualmente administra 39 hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.