Minha História com a Rede Ebserh Minha História com a Rede Ebserh

O projeto “Minha História com a Rede Ebserh” apresenta relatos de superação e a trajetória até a cura dos pacientes atendidos pelos nossos hospitais universitários federais. É o seu trabalho mudando a vida de quem mais precisa!

Voltar

“Minha filha lutou pela vida, e todos nós lutamos juntos”

Minha História com a Rede Ebserh

“Minha filha lutou pela vida, e todos nós lutamos juntos”

Imagem

Hoje, me sinto plena com meu papel de mãe! Mas a batalha não é fácil. Nunca foi, na verdade. Para ter hoje minha filha nos braços, e em casa junto de sua família, foi preciso muito sacrifício, abdicação, paciência e, sobretudo fé e amor. Minha luta para gerar um filho começou ainda em 2011 quando, com nove semanas, o meu primeiro bebê não resistiu.

Dois anos depois engravidei novamente. Com os constantes problemas desenvolvidos durante a gravidez, comecei a fazer o pré-natal no Hospital Universitário da UFMA, na Unidade Materno Infantil. Dei entrada no dia 06/06/2013 com 5 cm de dilatação do colo uterino, já com ameaça de aborto. Foram realizados vários procedimentos, quando descobriram que eu tinha incompetência istmo-cervical, quando o colo uterino é incapaz de manter a gravidez até o final. Mais uma vez não tive êxito.

Em abril de 2016, comecei o meu terceiro pré-natal, já consciente dos perigos da minha doença e com um atendimento especializado no HU-UFMA, uma vez que a equipe já tinha conhecimento do meu diagnóstico. Fui internada quatro vezes devido a complicações até chegar agosto. Minha princesa nasceu em 03/08/2016 pesando 0,820g, com idade gestacional de 25 semanas e três dias.

Por ter nascido prematura, ela foi imediatamente encaminhada para a UTI neonatal, onde ficou internada por quatro meses e meio. Os dias lá não foram fáceis. Ver minha filha entubada e tão frágil partia meu coração. Após um período, ela foi transferida para a Unidade de Cuidados Intermediários (UCI) até completar cinco meses de vida, chegando assim, o dia mais desejado, o da alta hospitalar, em 30/12/2016.

Mesmo em casa, ela continua recebendo toda a assistência do hospital, com consultas regulares. E assim, vamos agradecendo a cada instante por toda a graça que recebemos, por toda a equipe multiprofissional que contribuiu e que ainda contribuem conosco.

Minha filha lutou pela vida, e todos nós lutamos juntos com ela. Meu coração se enche de alegria por cada conquista, mesmo com alguns problemas decorrentes da sua prematuridade. Ela tem alcançado vitórias diárias. É meu maior exemplo de força e superação. E isso, com certeza, é resultado de um esforço conjunto que iniciou ainda no pré-natal. Portanto, faço questão de destacar toda a minha gratidão pela instituição”.    

Natália Santos Carvalho, 28 anos, ludovicense e assistente administrativo.

Saiba mais sobre a Ebserh

O HU-UFMA faz parte da rede Ebserh, estatal vinculada ao Ministério da Educação, que atualmente administra 39 hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.