Minha História com a Rede Ebserh Minha História com a Rede Ebserh

O projeto “Minha História com a Rede Ebserh” apresenta relatos de superação e a trajetória até a cura dos pacientes atendidos pelos nossos hospitais universitários federais. É o seu trabalho mudando a vida de quem mais precisa!

Voltar

“O cuidado da equipe médica ajudou a descartar a amputação do meu pé”

Minha História com a Rede Ebserh

“O cuidado da equipe médica ajudou a descartar a amputação do meu pé”

Imagem

Minha história com o Hospital das Clínicas da UFPE começou em meados de 2012. Um pouco antes da minha aposentadoria (como comerciário), precisei me afastar por problemas de saúde. O principal desses problemas foi o Pé de Charcot, uma das complicações da diabetes e que se desenvolveu a partir de uma pequena fratura no tornozelo.

Procurei o HC-UFPE para tratamento porque a instituição é conhecida como referencial no tratamento de doenças mais complicadas e, desde então, recebo acompanhamento da equipe multidisciplinar de Clínica Médica. Um dos episódios mais delicados foi quando, no início deste ano, passei mais de dois meses internado, na enfermaria de Clínica Médica, no 11º andar, devido a uma infecção e outras complicações relacionadas a um caso de Chikungunya.

Surgiu a possibilidade de amputação do meu pé esquerdo e passei por processos pré-operatórios. Mas o empenho e cuidado da equipe médica em encontrar alternativas para a operação ajudou a descartar a amputação, o que foi uma grande vitória no meio de toda a situação adversa.

No geral, o apoio dos profissionais do hospital foi essencial para que eu enfrentasse o tempo de internação com bom humor e cabeça erguida. Quando falo dos profissionais, falo de todos os funcionários da área em que fiquei internado: desde os médicos, aos enfermeiros e terceirizados. Posso inclusive afirmar que dificilmente teria um tratamento tão zeloso quanto esse em uma unidade particular.

Valdênio Gonçalves, 59 anos, aposentado

Sobre a Ebserh

Desde dezembro de 2013, o HC-UFPE é filiado à Ebserh, estatal vinculada ao Ministério da Educação, que administra atualmente 39 hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.

O órgão, criado em dezembro de 2011, também é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que contempla ações nas 50 unidades existentes no país, incluindo as não filiadas à Ebserh.