Minha História com a Rede Ebserh Minha História com a Rede Ebserh

O projeto “Minha História com a Rede Ebserh” apresenta relatos de superação e a trajetória até a cura dos pacientes atendidos pelos nossos hospitais universitários federais. É o seu trabalho mudando a vida de quem mais precisa!

Voltar

“Nosso pequeno se apressou e nasceu bem antes do tempo”

Minha História com a Rede Ebserh

“Nosso pequeno se apressou e nasceu bem antes do tempo”

Imagem

Às vezes, a gente menospreza a própria capacidade de absorver e suportar as coisas. Quem me conhece mais de perto sabe que eu não sou um cara que costuma se queixar da vida e que acredita que as coisas sempre acabam se acomodando, seja do jeito mais fácil ou do mais difícil. O fato é que a vida é uma coisa muito, muito surpreendente, imprevisível e, às vezes, a gente simplesmente ignora essa condição.

Minha esposa, Karla Lobato, estava grávida do nosso segundo filho, um menino, chamado Affonso, em homenagem ao bisavô. Por algum motivo, nosso pequeno resolveu se apressar e nasceu bem antes do tempo esperado. Não vou ficar aqui fazendo narração da apreensão, dos alívios ou do terror que passamos nestes dias, pois acho que todos devem imaginar o quanto uma situação como essa é difícil. Prefiro me deter naquilo que realmente interessa: a minha crença nas pessoas.

A Karla, que é sem sombra de dúvidas a melhor mãe do mundo, jogou todo o restante da vida para o alto e passou esses dias difíceis sofrendo com dores, medo, ansiedade, comendo mal, dormindo mal, mas sempre, sempre, sempre de cabeça erguida, lutando e acreditando que nosso pequeno estaria aqui conosco, como está agora.

Ao longo de cerca de 40 dias, o nosso pequeno Affonso foi cuidado, carregado, alimentado, acalentado e salvo algumas dezenas de vezes por um grupo de pessoas, quase anônimas, que, na UTI Neonatal do Hospital Universitário Dr. Miguel Riet Corrêa Jr. (HU-Furg), trabalham com o único objetivo de garantir que esses pequenos anjos saiam saudáveis para suas famílias, como aconteceu com o nosso Affonso.

Não consigo descrever o tamanho do sentimento de gratidão que eu tenho e que, com certeza, a Karla e todos os pais e mães que tem seus pequenos atendidos por essa equipe também têm. Todos os profissionais da UTI Neonatal são anjos que deixam de dormir à noite e de estar com suas famílias e dedicam suas vidas para cuidar dos nossos pequenos com todo o carinho, cuidado, dedicação, e, principalmente, a sensibilidade com que nos atendem.

Nós, pais, mães e avós nos sentimos fragilizados e impotentes diante de uma situação tão difícil e desesperadora que é ver um recém-nascido em uma incubadora neonatal. Então, a despeito de qualquer outro tipo de homenagem que se poderia prestar, saibam que somos imensamente e eternamente gratos a todos esses profissionais, que de alguma forma, prestando do serviço mais singelo ao mais complexo, ajudaram a cuidar do nosso filhote.

Gostaria de verdade de lembrar os nomes de cada um, mas diante da grandiosidade do trabalho feito, isso pouco importa. Além desse grupo de anjos que trabalham na UTI Neonatal, agradeço aos profissionais de todas as áreas: médica, técnica, enfermagem, higienização, segurança, administração, e todos os que de alguma forma contribuem para o funcionamento do HU.

Hélen Mielke, nossa comadre e pediatra na UTI Neonatal, obrigado por tudo. Obrigado por ser madrinha do Affonso. Obrigado por existir e por nos tranquilizar nessa jornada.

Obrigado! Obrigado! Obrigado! 1000 vezes, obrigado por existirem!

Marcio Gandra

Sobre a Ebserh

Desde julho de 2015, o HU-Furg é filiado à Rede Ebserh. Estatal vinculada ao Ministério da Educação, a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) administra atualmente 40 hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.

A empresa, criada em dezembro de 2011, também é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que contempla ações em todas as unidades existentes no país, incluindo as não filiadas à Ebserh.