Notícias Notícias

Voltar

Pacientes do HU-Univasf participam de prática de ioga

Método Complementar

Pacientes do HU-Univasf participam de prática de ioga

Atividade em Petrolina (PE) traz benefícios físicos e emocionais aos praticantes

A ioga envolve mente e corpo e tem um papel importante na obtenção de relaxamento e condicionamento físico. Pensando nos benefícios físicos e emocionais que esta prática pode proporcionar, diversas unidades de saúde, inclusive públicas, vêm utilizando a ioga como método complementar aos tratamentos médicos convencionais.

No Hospital da Universidade Federal do Vale do São Francisco (HU-Univasf), filial da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), os pacientes e seus acompanhantes podem participar de práticas com ioga desenvolvidas através do projeto de extensão “Cuidado além da biomedicina”.

A iniciativa capacitou voluntários da área de saúde do HU, que aprenderam os conceitos básicos e agora estão executando as técnicas com os pacientes e acompanhantes.

A residente em psicologia, Susan Coutinho, contou que se interessou em participar do projeto por conta da proposta de aplicar práticas alternativas ao cuidado dos pacientes e dos acompanhantes. “O ambiente hospitalar, naturalmente, provoca muita ansiedade e aflição. Então, trazer outro tipo de assistência, fora a medicina, considerando o corpo e a mente, é extremamente positivo aos pacientes”, afirmou.

“A prática traz muitos benefícios, possibilitando fazer movimentos simples, inclusive para aqueles pacientes com restrição de movimentos. Quando uma pessoa precisa ficar internada, seu nível de estresse aumenta, e isso acaba trazendo malefícios emocionais e físicos, interferindo até na respiração. A ioga trabalha bastante a respiração e a consciência corporal, fazendo as pessoas se sentirem mais relaxadas ”, explicou, Theodora Mendes.

A professora ainda comentou sobre a receptividade dos pacientes e dos acompanhantes à atividade. “É impressionante, mesmo aqueles que não participam da prática, sempre nos dão um sorriso, um olhar de acolhimento e de agradecimento, por estarmos lá levando algo diferente para a rotina deles ”.

A Ebserh

A Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), estatal vinculada ao Ministério da Educação, administra atualmente 39 hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas. O órgão, criado em dezembro de 2011, também é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que contempla ações nas 50 unidades existentes no país, incluindo as não filiadas à Ebserh.

Com informações do HU-Univasf