Notícias Notícias

Voltar

Presidente da Ebserh inaugura obras no Hospital Universitário de Dourados

Infraestrutura

Presidente da Ebserh inaugura obras no Hospital Universitário de Dourados

Kleber Morais anunciou investimentos e lançou oficialmente a construção da Casa da Gestante, do Bebê e da Puérpera

Em visita ao estado do Mato Grosso do Sul nesta quinta-feira (20), o presidente da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), Kleber Morais, participou da cerimônia de inauguração de obras no Hospital Universitário da Universidade Federal da Grande Dourados (HU-UFGD). O Almoxarifado, a Central de Abastecimento Farmacêutico e o Abrigo de Resíduos passaram por reformas, além de adequação do estacionamento para atender aos portadores de necessidades especiais. As obras foram possíveis por conta do reforço financeiro disponibilizado pela estatal vinculada ao Ministério da Educação (MEC). Em 2016, foram descentralizados recursos de mais de R$ 12 milhões para o HU-UFGD.

Acompanhado do diretor de Atenção à Saúde da Ebserh, Cláudio Saab, Kleber Morais anunciou, ainda, a liberação de recursos na ordem de R$ 250 mil para a reforma do Pronto Atendimento de Ginecologia e Obstetrícia (Pago), para a adaptação do Serviço de Hemodinâmica, melhorias na Central de Esterilização de Materiais e lançou oficialmente a construção da Casa da Gestante, do Bebê e da Puérpera (CGBP).

O presidente fez um resumo dos avanços e conquistas nos dez meses em que está à frente da Ebserh, e lembrou a importância dos hospitais universitários no contexto da saúde pública. “O Brasil tem problemas seríssimos no serviço público, mas os HUs são a esmeralda da saúde no que se refere ao atendimento à população”.

Casa da Gestante, do Bebê e da Puérpera

A Casa será uma unidade complementar ao hospital, destinada ao acolhimento e ao acompanhamento de gestantes e puérperas (mulheres que acabaram de ter seus bebês) que necessitam de atenção em serviços de saúde, mas que não necessariamente demandam a vigilância constante da equipe hospitalar. Também funcionará como alojamento para mulheres de outros municípios que permanecem longos períodos no HU-UFGD por conta da internação de seus filhos, e não têm condições socioeconômicas de arcar com hospedagem.

O prédio terá 446 metros quadrados, com capacidade de alojamento para 20 usuárias, distribuídas em quatros quartos e contando ambientes de apoio como banheiros, sala multiuso, copa e cozinha, lavanderia, varanda e sala de atendimento multiprofissional.

O projeto foi elaborado em consonância com orientações e supervisão do Ministério da Saúde, no âmbito das linhas de investimento da Rede Cegonha. O custo da construção foi orçado em R$ 880 mil, sendo que 40% está a cargo do Fundo Nacional de Saúde, mediante termo de cooperação, e os recursos complementares serão custeados pela Ebserh, por meio do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf). A previsão é que a obra esteja concluída em outubro deste ano.

Participaram ainda, a superintendente do HU-UFGD, Mariana Croda, o secretário de Regulação e Supervisão da Educação Superior do MEC, Henrique Sartori, a reitora da UFGD, Liane Calarge, e a superintendente do Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (Humap-UFMS), Andréia Antoniolli, que recebeu a visita do presidente pela manhã, em Campo Grande.

Visita ao Humap

Em visita ao Humap, com a presença da superintendente Andréia Antoniolli e do reitor da UFMS, Marcelo Turine, Kleber Morais destacou a chegada do auditor Adriano Rodrigues ao hospital, na última terça-feira (18). “É muito importante esse setor para o hospital. Precisamos de uma auditoria preventiva para ajudar o superintendente, para dar uma visão do que é preciso melhorar na instituição”, disse.

O presidente ressaltou ainda a importância do ensino e pesquisa para o Humap e da relevância em ter 120 médicos treinados para serem preceptores.

Acompanharam a visita os gerentes de Ensino e Pesquisa, Débora Thomaz, de Atenção à Saúde, Ana Lúcia Lyrio de Oliveira, e Administrativo, Luiz Henrique Santos Coelho, a chefe da Divisão de Gestão do Cuidado, Cláudia Lang, o auditor Adriano Rodrigues e o chefe da Unidade de Ortopedia, Roberto Antoniolli.

Imagens:

Com informações do HU-UFGD e Humap-UFMS