Notícias Notícias

Voltar

Visita a hospitais franceses reforça parceria internacional

Intercâmbio

Visita a hospitais franceses reforça parceria internacional

Kleber Morais visita a França para mapear as potencialidades da estrutura da rede local

Paris (França) – Com o objetivo de mapear as potencialidades da estrutura da rede hospitalar francesa, o presidente da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), Kleber Morais, visitou hospitais franceses vinculados à Associação dos Diretores Gerais dos Centros Hospitalares Universitários (Conference des Directeurs Généraux de CHU).

O intuito da visita, ocorrida de 3 a 15 de setembro, foi conhecer a rede francesa para dar início às ações do plano de trabalho bienal previsto no convênio firmado em maio deste ano entre Ebserh e CHUs, para a promoção de intercâmbio de competências e conhecimentos nas áreas de saúde pública entre as duas redes.

O presidente da estatal destacou a importância da parceria internacional. “Isso possibilita que pesquisas sejam feitas em conjunto e que os dois países possam compartilhar conhecimento em áreas específicas nas quais tenham expertise, sejam no ensino, na pesquisa ou na assistência à saúde”, salientou Morais.

Kleber Morais estima que deverão ser selecionados oito profissionais do Brasil para o intercâmbio, com base nos critérios estabelecidos coletivamente no 3º Encontro de Superintendentes da Rede Ebserh, ocorrido em julho, que incluem: realizar ação na área-fim (atenção à saúde, ensino ou pesquisa); ter fluência no idioma francês; detalhar a ação a ser desenvolvida; e comprometer-se com a replicação do conhecimento auferido.

Os profissionais selecionados deverão realizar suas ações, no final do mês de novembro e início do mês de dezembro de 2017, nos CHUs das cidades de Poitiers, Lille, Angers e Estrasburgo. Em contrapartida, profissionais do CHU de Angers deverão realizar um trabalho no Complexo Hospitalar da Universidade Federal do Pará, em projeto ainda a ser definido.

Visitas

No dia 5 de setembro, houve apresentação exclusiva da Diretoria de Relações Internacionais do Assistence Publique – Hopitaux de Paris (AP-HP) sobre a estrutura pública de hospitais universitários que a AP-HP, particularmente, representa na Europa. Os 39 hospitais que a compõem prestam atendimento para aproximadamente 8 milhões de pacientes anualmente e são referência na área de pesquisa clínica, sendo responsáveis por cerca de 50% de toda a produção francesa.

Na sequência, em atenção à solicitação do presidente da Associação de Diretores Gerais dos CHUs, Jean-Pierre Dewitte, o Presidente da Ebserh participou do ‘Université d’été da FHF’ (Fédération Hospitalière de France), tradicional evento da área hospitalar e médico-estudantil, onde foram discutidos diversos temas sobre saúde pública (estrutura, formas de financiamento, possibilidades de inovação, dentre outros).

Em 7 de setembro de 2017, Kleber Morais participou da reunião mensal de Diretores Gerais dos CHUs, em que foram debatidos tópicos referentes ao compromisso com a qualidade de vida no trabalho no âmbito dos hospitais. Após a reunião, ocorreu o deslocamento da cidade de Paris para Poitiers, atual sede da Associação dos Diretores Gerais dos CHUs, onde foi recepcionado por Jean-Pierre Dewitte e outros gestores do CHU: Pascal Roblot, decano da Faculdade de Medicina e de Farmácia da Universidade de Poitiers, Bertrand Debaene, Presidente da Comissão Médica do CHU.

No dia 8 de setembro de 2017, foi realizada apresentação institucional e reunião de trabalho, seguidas de visita ao CHU de Poitiers, passando-se pelo Centro Regional de Cardiologia, Pneumologia e Vascular; o Centro de Simulação do CHU; a maternidade; além dos laboratórios e do centro de urgências.

Em seguida, o presidente da Ebserh seguiu para Angers, onde foi recepcionado por Philippe Descamps, coordenador da área de Ginecologia e Obstetrícia do CHU daquela cidade. No dia seguinte, foi realizada visita ao hospital, que se destaca na região pela oferta assistencial, prevenção, ensino e pesquisa, por meio de seus 14 polos, que oferecem 60 serviços clínicos em 20 centros de referência e de competência.

Na sequência, Morais seguiu para a cidade de Lille, onde foi recebido no Centro Hospitalar Regional Universitário (CHR). Foi feita uma apresentação institucional por membros da gestão do hospital: Dominique Picault, diretora de Estratégia e membro da Direção-geral; Frédéric Gottrand, vice-presidente de Pesquisa da Diretoria; Patrick Goldstein, membro do Gabinete da Comissão Médica do Estabelecimento, responsável por cooperações; e Cécila Lima, responsável pela missão de cooperação e relações internacionais.

No CHR de Lille, o presidente da Ebserh visitou os centros de neurociência e de neurocirurgia, acompanhado do professor André Thevenon, destacando-se as informações relacionadas aos cuidados com pacientes vítimas de Acidentes Vasculares Cerebrais (AVC). Ainda foi apresentada parceria hospitalar-industrial na área de pesquisa clínica, com a demonstração da utilização de exoesqueleto como solução de robótica desenvolvida pela start-up Japet Medical Devices.

Kleber Morais visitou também o CHU de Estrasburgo, onde foi recebido por seu diretor-geral, Christophe Gautier. Houve uma reunião de trabalho preliminar na Direção-geral seguida de uma visita à maternidade, ao centro médico-cirúrgico de Obstetrícia e ao centro de imagem. Visitou também a área onde está em construção nova ala do hospital. Na ocasião, houve manifestação de interesse do CHU no intercâmbio de profissionais, especialmente na área de intervenções minimamente invasivas de ginecologia. 

Sobre a Ebserh

Estatal vinculada ao Ministério da Educação, a Ebserh administra atualmente 39 hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.

O órgão, criado em dezembro de 2011, também é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que contempla ações nas 50 unidades existentes no país, incluindo as não filiadas à Ebserh.

Imagens: