Notícias Notícias

Voltar

Ação alusiva ao Lúpus é realizada no Hospital Universitário da Ufes

Autoestima

Ação alusiva ao Lúpus é realizada no Hospital Universitário da Ufes

Atividades acolheram e deram informação de qualidade a pacientes portadores da doença

Vitória (ES) - Profissionais do Hospital Universitário Cassiano Antônio Moraes da Universidade Federal do Espírito Santo (Hucam-Ufes) realizaram uma ação para passarem a seguinte mensagem: mulheres portadoras de lúpus podem sim, cultivar a própria beleza e a feminilidade apesar das dificuldades da doença. A ação, realizada pelo Serviço de Reumatologia, teve programação com uma série de atividades alusivas ao Dia Internacional de Atenção à Pessoa com Lúpus, comemorado em 10 de maio.

Houve apresentação musical do enfermeiro do Hucam, Edgar Andrade Lisboa, oficina de customização de roupas, apresentação teatral com idosas do Centro de Convivência de Maria Ortiz, oficina de beleza, aulas práticas de alongamento e palestras sobre sexualidade em pacientes com lúpus. Tudo sempre voltado aos pacientes e com distribuição de material informativo elaborado pela equipe de Apoio Multiprofissional do ambulatório.

O Hucam, filiado à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), atende mensalmente a cerca de 140 pacientes com a doença. Além de ser referência para o tratamento de casos mais complexos de lúpus no Espírito Santo, o hospital recebe pacientes de Minas Gerais e do sul do estado da Bahia.

Conhecendo o lúpus

Especialistas estimam que mais de 5 milhões de pessoas, em todo o mundo, lutam contra o lúpus. No Brasil, o lúpus pode acometer cerca de 200 mil pessoas.

O lúpus é uma doença crônica e autoimune, que faz com que algo funcione errado no sistema imunológico (que combate os vírus, bactérias e germes, protegendo o organismo). Normalmente esse sistema produz anticorpos, que atacam os invasores. A doença ocorre quando o sistema imunológico não consegue diferenciar esses invasores dos tecidos saudáveis e ataca o próprio organismo. 

De acordo com a reumatologista do Hucam, Lídia Balarini, o lúpus afeta, em sua maioria, mulheres jovens entre a segunda e quarta década de vida. "Há casos variados, alguns podendo ser mais difíceis e outros mais fáceis de se controlar. Mas é perfeitamente possível ter vida social com lúpus", conta a reumatologista. 

Saiba mais sobre a Ebserh

O Hucam faz parte da rede de hospitais universitários federais filiados à Ebserh, estatal vinculada ao Ministério da Educação que administra atualmente 39 unidades. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.

O órgão, criado em dezembro de 2011, também é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que contempla ações nas 50 unidades existentes no país, incluindo as não filiadas à Ebserh.

Imagens:

Com informações do Hucam-Ufes