Relatos de Quem Cuida Relatos de Quem Cuida

O projeto “Relatos de quem cuida” apresenta histórias de atendimentos de saúde marcantes na vida dos profissionais da Rede Ebserh. É o trabalho de pessoas que se dedicam para mudar a vida de quem mais precisa!

Voltar

“Quando os jogadores chegaram, Willas não controlou a emoção”

Relatos de quem cuida

“Quando os jogadores chegaram, Willas não controlou a emoção”

Imagem

Estou há 13 anos na Enfermagem, três deles na Enfermaria da Pediatria do Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC), em Fortaleza (CE). Desse tempo, a história do menino Willas Oliveira de Sousa me marcou e ainda me emociona muito. Até 2017, era paciente rotineiro da Pediatria. A história de Willas com o HUWC começou em 2009, quando foi submetido a um transplante de fígado. Desde então, foram muitas idas e vindas ao hospital em decorrência de outras complicações de saúde.

Em abril de 2016, pertinho do aniversário, Willas apresentou um comportamento completamente diferente do habitual. Tornou-se agressivo, arredio, calado, resistente ao tratamento. Cansado, entendemos, por passar mais tempo no hospital do que em casa, com a família. Sempre foi de pouca conversa, mas às vésperas de completar 17 anos, mal respondia ao que perguntávamos.

Foi, então, que eu e os colegas da enfermaria tivemos uma ideia: convidar, para uma visita ao Willas, jogadores do time de futebol do coração dele, o Ceará Sporting Club. Fizemos um ofício e enviamos à direção do clube. Para a nossa surpresa, o time não só autorizou a liberação de dois jogadores – o então volante João Marcos e o goleiro Éverson – como também enviou de presente para o garoto camisas personalizadas e um videogame. Além disso, fizeram um convite ao menino para assistir a uma partida do Vozão, como também é conhecido o time, na Arena Castelão.  

Para a surpresa ser completa, organizamos uma festinha na brinquedoteca, com direito a bolo, lembrancinhas e enfeites com as cores do time do coração. Chamamos todas as crianças e seus acompanhantes. Quando os jogadores chegaram, desligamos as luzes e todos fizeram silêncio. Foi, então, que Willas entrou e não controlou a emoção. Na verdade, ninguém controlou, nem mesmo os repórteres que vieram acompanhar esse momento emocionante para todos nós.

Lembro até hoje do recado que o time inteiro e a direção do Vozão registraram na página oficial do clube na internet: “Nós, do Ceará Sporting Club, torcemos muito pela plena recuperação do alvinegro Willas. Queremos te ver no estádio. Agradecemos imensamente pelo convite do corpo médico pediátrico do HUWC, porque mais do que uma simples visita, esse momento nos proporcionou uma lição de vida”.

Willas nos deixou. Faleceu em 29 de julho do ano passado. Só nos restou a saudade e o desejo de continuar lutando por um atendimento humanizado e acessível a todos! 

Francisco Cassiano Júnior
Chefe de Enfermagem da Enfermaria da Pediatria
HUWC-UFC

Sobre a Ebserh

Desde novembro de 2013, o HUWC-UFC faz parte da Rede Ebserh. Estatal vinculada ao Ministério da Educação, a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) atua na gestão de hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do SUS, e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.

A empresa, criada em dezembro de 2011, administra atualmente 39 hospitais e é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que contempla ações em todas as unidades existentes no país, incluindo as não filiadas à Ebserh.