Voltar

“O que poderia ser visto como uma tragédia, para nós teve um final feliz”

Relatos de quem cuida

“O que poderia ser visto como uma tragédia, para nós teve um final feliz”

Imagem

No final de 2015, em um dia normal de atendimento no Hospital Universitário Ana Bezerrra (Huab-UFRN), chegou uma paciente gestante em surto psiquiátrico, praticamente na hora de dar à luz. A situação mobilizou toda a equipe de atendimento, pois ela estava com delírios, muito agressiva e necessitava de cuidados especiais. E para que a situação ficasse sob controle decidiu-se por uma cesariana, sendo o parto realizado dentro da normalidade possível.

Em seguida, a bebezinha teve de ser separada da mãe, que tão logo voltou da anestesia sofreu novamente um surto psiquiátrico, controlado com apoio do Setor Psiquiátrico do Hospital Universitário Onofre Lopes (Huol). No dia seguinte, devidamente estabilizada, ela foi encaminhada para tratamento no Huol.

Enquanto isso, a criança apresentou uma série de doenças, tratadas ao longo do tempo com toda a atenção e o carinho no Huab. Distante da mãe, a equipe começou a orientar o pai e os avós para os cuidados para quando ela tivesse alta. Entre outras coisas, foi ensinado a trocar fraldas, dar banho, preparar e servir alimentação para a pequena.

A mãe, depois de liberada pelo Huol, passou a visitar a filha, e estas visitas também serviram para que a equipe oferecesse os mesmos treinamentos já utilizados com pai e avós.

A esta altura já haviam sido mobilizados o Conselho Tutelar e o Centro de Atenção Psicossocial (Caps) para acompanhamento; a Secretaria de Saúde do município para o fornecimento dos remédios necessários à continuidade do tratamento da mãe; e a equipe da Saúde da Família para o acompanhamento após a alta hospitalar.

Essa história poderia ter sido relatada como uma tragédia. Mas hoje podemos contá-la como uma história com final feliz, que encheu de orgulho todos os envolvidos. A criança passou aproximadamente um mês internada no Huab, período que gerou muita atenção, carinho e amor. No dia da alta, aconteceu a comemoração da vida e da saúde de mãe e filha, em que pode ser demonstrada a emoção e alegria de tantas pessoas. Sempre que possível, elas fazem uma visita aos profissionais do Huab.

Jaciclelma Márcia da Silva

Assistente Social – Huab-UFRN

Sobre a Ebserh

Desde agosto de 2013, o Huab-URN faz parte da Rede Ebserh. Estatal vinculada ao Ministério da Educação, a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) atua na gestão de hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do SUS, e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.

A empresa, criada em dezembro de 2011, administra atualmente 39 hospitais e é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que contempla ações em todas as unidades existentes no país, incluindo as não filiadas à Ebserh.



Relatos de Quem Cuida Relatos de Quem Cuida

O projeto “Relatos de quem cuida” apresenta histórias de atendimentos de saúde marcantes na vida dos colaboradores (funcionários, estudantes, residentes, professores) dos hospitais da Rede Ebserh. É o trabalho de pessoas que se dedicam para mudar a vida de quem mais precisa!