Voltar

“Depois de dois meses, o bebê acordou do coma”

Relatos de quem cuida

“Depois de dois meses, o bebê acordou do coma”

Imagem

Em meados de 2017, em dias normais de trabalho na Maternidade Escola Januário Cicco (Mejc), recebemos um paciente com 15 dias de vida, transferido de outra Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal do estado do Rio Grande do Norte, para investigação de um caso clínico interessante. Este paciente entrou em coma e necessitava de nossos cuidados intensivos.

O primeiro contato com ele foi de impressionar, um bebê grande (em relação aos nossos prematurinhos na Uti Neonatal), sem reagir a praticamente nenhum estímulo. Os pais eram jovens e que demostravam um amor impressionante pela criança e sempre esperançosos em um dia ver o filho tão desejado acordar.

Foram dias de muito trabalho e total engajamento da equipe, todos envolvidos no diagnóstico e no melhor cuidado com este bebê. Hipóteses diagnósticas foram discutidas diariamente com toda a equipe multidisciplinar. Finalmente conseguimos o diagnóstico, o feito só foi possível com a mobilização de toda a equipe médica, de enfermagem e do administrativo da maternidade.

As chances de sobrevivência eram mínimas e nosso guerreiro chegava aos 2 meses em nossa UTI. Todos os meses era comemorada a sua vida junto a toda a equipe.

Começamos o tratamento. A farmácia clínica e a nutrição da nossa maternidade tiveram papeis fundamentais com a proposta de tratamento. Os pais e avós estavam sempre presentes com toda a calma, e crentes que um dia ele iria para casa.

Estive presente todo o tempo de internamento dele e numa certa tarde sua mãe me abordou sorrindo no corredor e me disse: “Dr. Arthur, ele sorriu para mim hoje”. Fiquei pensando naquilo todo o final de semana que tive de folga.

Na segunda-feira uma grande alegria para nossa equipe, pela primeira vez ele acordou do coma. Que festa para todos nós, que festa para a família!  Depois de 2 meses e meio de vida ele foi para casa. Com todo o amor da sua família, com toda a saudade que deixou a nós.

Aos 6 meses de vida veio comemorar seu aniversário conosco, uma festa linda e com muita emoção. Hoje, está com 9 meses de vida, enchendo de alegria os nossos corações, nas visitas realizadas em nosso ambulatório e surpreendendo todos em sua volta.

Arthur Pedro Marinho

Médico Residente Neonatologia da Mejc ​

Sobre a Ebserh

Desde agosto de 2013, a Mejc-UFRN faz parte da Rede Ebserh. Estatal vinculada ao Ministério da Educação, a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) atua na gestão de hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do SUS, e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.

A empresa, criada em dezembro de 2011, administra atualmente 39 hospitais e é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que contempla ações em todas as unidades existentes no país, incluindo as não filiadas à Ebserh.



Relatos de Quem Cuida Relatos de Quem Cuida

O projeto “Relatos de quem cuida” apresenta histórias de atendimentos de saúde marcantes na vida dos colaboradores (funcionários, estudantes, residentes, professores) dos hospitais da Rede Ebserh. É o trabalho de pessoas que se dedicam para mudar a vida de quem mais precisa!