Releases Releases

Voltar

Contratação de pessoal da Ebserh permitirá ao HUGV realizar 5 mil cirurgias a mais por ano

Assistência

Contratação de pessoal da Ebserh permitirá ao HUGV realizar 5 mil cirurgias a mais por ano

Aprovados em concurso e abertura de seis salas cirúrgicas permitirão o dobro de procedimentos

Manaus (AM) – O Hospital Universitário Getúlio Vargas, vinculado à Universidade Federal do Amazonas e à Rede Ebserh, contará com seis novas salas de cirurgia, o que possibilitará realizar o dobro de procedimentos. A iniciativa será possível por conta da contratação de mais de 40 profissionais aprovados em concurso público realizado pela Ebserh.

O anúncio foi feito pelo ministro da Educação, Rossieli Soares, em visita à unidade hospitalar amazonense nesta sexta-feira, 8, acompanhado do presidente da Rede Ebserh, Kleber Morais. “Das dez salas existentes, apenas quatro estavam sendo utilizadas. Agora, passaremos a ter a condição de realizar até 10 mil cirurgias por ano. Temos ainda a obra de Nefrologia e Hemodiálise, que deve entrar em funcionamento até o início do próximo ano”, destacou o titular da pasta de Educação.

O presidente da Rede Ebserh, Kleber Morais, ressaltou o esforço para melhorar o atendimento de saúde à população do Amazonas, aliado ao ensino e à pesquisa. “Esta iniciativa é fruto de um trabalho da Ebserh e da governança local, sempre buscando aperfeiçoar os serviços oferecidos à população amazonense. Esse é um dia que ficará marcado por projetar o dobro de cirurgias realizadas por esse hospital”, afirmou Morais.

O superintendente do HUGV, Júlio Mario de Melo, agradeceu a presença das autoridades e ressaltou o aspecto positivo da regionalização da instituição. “Essa ideia de fazer com que nossos médicos ingressem aqui e permaneçam aqui é fantástica”.

Participaram ainda da cerimônia o reitor da Ufam, Sylvio Puga, o vice-reitor Jacob Cohen, o diretor de Desenvolvimento da Rede de Instituições Federais de Ensino Superior do Ministério da Educação (MEC), e o deputado federal Pauderney Avelino, dentre outras autoridades e convidados. Após a reunião, houve visita às instalações do Centro Cirúrgico e às obras do hospital.

Agenda positiva

Kleber Morais ressaltou ainda o Acordo Coletivo de Trabalho com os empregados da Rede Ebserh, assinado também nesta sexta-feira. O gestor lembrou do empenho do ministro Rossieli, que esteve junto com toda a diretoria da Ebserh durante o processo de negociação.

O presidente da estatal também destacou o Comitê de Crise criado para acompanhar os desdobramentos da greve dos caminhoneiros, além da dedicação de toda a rede, o que possibilitou evitar ou minimizar possíveis impactos negativos.  "Essa situação nos deu a certeza que todos nossos hospitais estão preparados para reagir da melhor forma possível a situações de crise" declarou o gestor ao se reunir com profissionais e gestores do hospital.

Sobre a Ebserh                   

Vinculada ao Ministério da Educação, a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) administra atualmente 40 hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.

A empresa, criada em dezembro de 2011, também é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que contempla ações em todas as unidades existentes no país, incluindo as não filiadas à Ebserh.

 

Hospital Getúlio Vargas passará a oferecer o dobro de cirurgias à população

Coordenadoria de Comunicação Social da Ebserh